Para emitir um CTe globalizado é necessário se adequar a 4 regras, que são:


1 - A operação deve ocorrer apenas dentro do mesmo estado;

2 - Precisa haver vínculo de no mínimo 5 (cinco) notas fiscais eletrônicas, de CNPJs distintos;

3 - O CTe deve ter como tomador somente o remetente ou o destinatário;

4 - Deve ser informado no campo de razão social do destinatário ou remetente, conforme a forma de emissão, a literal “DIVERSOS”, marcando a opção INDICADOR GLOBALIZADO.

Alguma dúvida? Entre em contato conosco. Com a Hivecloud você tem suporte 24h, todos os dias da semana. Sua empresa terá uma equipe técnica e especializada sempre a disposição. Para maiores informações, acesse o nosso blog.

Encontrou a sua resposta?